segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Uma quetão de fé.


 
Apesar da aparente controversa do ateísmo, ser ateu, é sobretudo, uma questão de fé. Se analisarmos com calma essa denominação veremos que o princípio da linhagem filosofica ateia é o mesmo das principais crenças. A fé não precisa de provas para fazer afirmações, e o ateísmo também não. Isso é fé, e não há o que se questionar. Afirmar categoricamente que Deus não existe baseado em convicções pessoais em anda se difere de qualquer crença, tida por alguns ateus como emburrecedoras. Os ateus, ou pelo menos os "pregadores ateus", são pessoas notadamente dotadas de bastante conhecimento. Não é raro, eles citarem os livros que já leram, e também citações de "profetas do ateísmo" por assim dizer. Claro, todo bom pregador faz isso. Indicar literaturas com temas religiosos, é algo que não pode faltar em qualquer sermão de alto nível.  Como toda denominação religiosa que se preze, o ateísmo, sofre preconceito, é desacreditado pela maioria do povo e encontra na internet o lugar perfeito para difundir suas ideias. Claro que eles não são compreendidos, mas é que as pessoas não gostam de gente religiosa cheia de nhen nhen nhen. Quem é que aguenta alguém buzinando no ouvido, Deus não existe, Deus não existe, Deus não existe... Eu já ouvi falar pelo menos de duas denominações ateias, os ateus conservadores e os liberais, não sei se eles tem lideres, mas devem ter, toda religião, ou organização tem. Os conservadores, fazem questão de declarar-se como cidadãos íntegros e respeitadores, mesmo professando um contrafé. Já os liberais tem seu maior divertimento em atacar a fé cristã e pregar a quebra das regras morais. Para esses, os cristãos são alienados, burros e só acreditam em Deus por não terem estudo. Assim como nas religiões mais tradicionais, também existem os pregadores jovens. Ávidos e decididos, essa nova geração, enche os pulmões e prega de maneira quase convincente a sua não fé. Um dos jovens difusores da crença da não existência de Deus, disse em um de seus vídeos no Youtube, "O seu Deus não existe e eu sei disso"! Eu sei disso? Isso não me parece muito científico! Confesso que me deu vontade de aplaudir a determinação e assombrosa fé. Eu não sei o que faz uma pessoa querer provar que Deus não existe, mas deve ser algo relacionado a não aceitar que exista alguém maior que si mesmo e uma inabalável fé nas próprias percepções de mundo. Quero deixar claro que não sou contra os ateus. De certo modo os admiro, pela coragem em expor suas crenças, nem todo cristão faz isso com tanta determinação. Certa vez eu ouvi alguém dizer que é preciso ter muita fé para acreditar que Deus não existe. Deve ser isso mesmo! Viva a liberdade de expressão e de crença. Nesse ponto me orgulho de ser brasileiro.

Coisas do Brasil

 

Era uma vez, num país não muito distante, um boxeador que era muito especial. Ele vencia sempre. Não tinha qualquer poder divino, mas incrivelmente sempre vencia. Ninguém jamais entendeu esse misterio... Mas foi algo que deixou toda a nação estarrecida. Dois golpes dois tombos. Não, não importava quem era o adversário. Ele sempre vencia. E vencia até mesmo quando não estava certo, mesmo quando não seguia as regras do jogo. Ele deu um golpe abaixo da linha da cintura em seu adversário. Isso não pode! Todo mundo viu! Mas o árbitro levantou seu braço e o declarou como vencedor. A grande plateia bradou em vaias e gritou em discordância, mas o árbitro ignorou os fatos e aquele mau lutador foi consagrado vencedor. Agora o que todos querem saber é se todos poderão decidir não seguir as regras do jogo. Afinal quando existe exceção se abre precedente. Diferente do que se podia pensar ou imaginar, os jogadores que em sua maioria aprovam as leis do jogo não querem ser tratados de modo diferente, eles querem apenas que todos sejam tratados do mesmo modo. Mas parece que a lei não é mesmo justa. Não ela é justa sim. Mas para que ela serve se não é seguida por quem deveria exemplarmente segui-la? Fazer o que né? Afinal, nem todo lutador pode usufruir de privilégios. O Brasil continua verde e amarelo de vergonha.


quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Acidente de avião: Morrem Myles Munroe Famíla e colaboradores

       http://redesuper.com.br/wp-content/uploads/2014/11/mylesmunroe_ruth_charisa_morrem_acidenteaereo.jpg
Na último domingo (9) o mundo perdeu um de seus maiores pregadores, o Dr. Myles Munroe. Conhecido em vários países por seus sermões dirigidos a liderança, Myles faleceu após a queda do avião do seu ministério, onde viajava com sua esposa, filha e outras seis pessoas.
 
Lembro-me que conheci o pastor Monroe por meio do programa Vitória Em Cristo do pastor Silas Malafaia, que vai ao ar na Redetv e na Bandeirantes, nos sábados pela manhã. Para mim foi sem dúvidas uma grande perda, não só pelo homem, mas principalmente pelos seus sermões, que para mim continham um conhecimento acima do normal. Lembro-me que quando o pastor veio ao Brasil, para pregar na ESLAVEC, evento da Associação Vitória em Cristo, a imprensa gospel nem o abateu nem o exaltou. Mas bastou ele morrer para que diversos sites, tenham estampado grandes matérias acusando-o de herege, falso pregador, enfim... Não que a imprensa esteja errada em noticiar esses fatos. Mas eu fico me perguntando: será que os meus queridos irmãos jornalistas não sabiam que o pastor era da teologia da prosperidade? Me parece muito injusto e desonroso falar de quem já morreu. Afinal se somos de Deus, temos que falar as coisas verdadeiras doa a quem doer. E daí que ele era um conferencista internacional e podre de rico? Se ele era indigno, porque se calaram? Sinceramente eu fiquei muito chocado com esse verdadeiro dossiê montado no pós morte do pastor. Do que serve falar isso agora? Ele morreu, se fazia algum mal, já está no tribunal de Deus. E principalmente: Por que não falaram enquanto eles ainda estava vivo? Seria medo de combater o pecado e ficar mal ante a opinião publica, ou omissão?

terça-feira, 11 de novembro de 2014

O aparelhamento do Estado



Se você acompanhou os últimos debates presidenciais na TV, muito provavelmente ouviu da boca dos candidatos a expressão "aparelhamento do estado". Essa é uma daquelas freses que os políticos usam para atacar de maneira inteligente, sem se comprometer. Trata-se de uma ofensa, mas o povo de casa em sua maioria não entende o significado. Pois bem, vou tentar explicar o que eles quiseram dizer com "aparelhamento do estado." Aparelhar o estado, é o mesmo que jogar sujo, que burlar as leis, é se usar do poder para se manter no poder. Foi isso que fez o atual governo. Ao longo desses últimos 12 anos de PT no poder, eles, os eleitos quase democraticamente, colocaram em todos os órgãos fiscalizadores pessoas dedicadas a ajuda-los, que a contra-gosto da população e da lei fazem vista grossa aos desmandos e inconstitucionalidades. O país está aparelhado, deixou de ser meu e seu. Agora é do governo que fez o diabo para conseguir se reeleger.

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Davi e Jesus - Eu e você

 
Na Bíblia todos os personagens são importantes. Mas sem sombra de duvida, Davi e Jesus são os mais populares. Davi por sua pequinês, e Jesus por sua grandeza insuperável. Em nossas músicas de louvor a briga pelo pódio deve dar empate em primeiro lugar. Os compositores gostam demais de Davi e também de Jesus. Algo curioso sobre esses personagens é que eles simbolizam o humano e o divino, a natureza caída e a vencedora. Davi, representa quem somos e Jesus, quem devemos ser. Davi, é o carnal adorador cheio de falhas, derrotado pelo coração e pelo pecado. Mas Jesus, representa nossa vida nEle. Vitoriosos, inimigos do pecado, forte contra o diabo, poderosos sobre ele, em nome dEle. Eu tenho a firme convicção que deveríamos pregar mais sobre Jesus em nossos púlpitos e menos sobre Davi. Ora, já sabemos quem é Davi. Davi sou eu, é você. Pecadores desgraçados e sujos, ainda assim: segundo o coração de Deus. Não é incrível a maneira de Deus julgar as pessoas? Ele não ver nada contraditório em um pecador, que errou gravemente, ficar conhecido como alguém segundo o seu próprio coração. Isso nos revela quem somos, tanto na carne quanto no espírito. O plano de Deus é transformar, Davi em Jesus. Criar em Davi, um caráter igual ao Dele. Eu sou Davi, você também é, mas Deus quer que sejamos iguais a Jesus. E como jesus era? Jesus era homem de oração, sem vaidade, era obediente, era santo e ainda é. Temia o seu Deus, que é o seu pai e também nosso. Ele, era tudo que de fato ainda não somos, porque nós, somos o mais perfeito retrato daquilo que era Davi. Ser Davi, é ser assim como nós somos. Nós conhecemos Deus, temos com Ele um relacionamento, ouvimos a sua voz. Escrevemos salmos e louvores, nos aconselhamos com profetas, somos protegidos, somos vencedores, conquistadores, e ainda assim, não nos controlamos diante daquilo que ver os nossos olhos e deseja o nosso coração. Por outro lado, Jesus, mostrou-se forte contra todas as nossas fraquezas. Tentado diante daquilo que mais seduz o homem, disse não. Quem consegue dizer não, ao próprio coração? Somente aquele que já tem em si a natureza de Jesus. É fácil ser como Jesus? Não! Mas é possível, e como Ele venceu, nEle também vencemos. Davi, tinha a honra humana. Quem não quer ser honrado? Quem não quer ter dinheiro e prazeres carnais? Todos queremos. Todos vivem e morrem para ter isso. Davi é o aqui, o agora, o hoje, o não consegui aguentar. Mas jesus, é o eu digo não para mim mesmo. Digo não para o pecado! Digo não para o diabo! Digo não para minha natureza. Jesus é incalculavelmente maior do que Davi. Não que você não saiba disso. Ele é Deus. Mas o que temos em Jesus é sem comparação. Nós somos humanos, feitos de corpo, alma e espírito. Fraquinhos... Com certeza o diabo deve dar muitas gargalhadas das nossas limitações. Mas aí, vem Jesus... Sem aparência, sem soldados, sem manto real nos ombros, sem cavalaria. E confere a homens poder sobre o inferno todo. Quando que alguém pensaria que Deus daria ao homem esse poder? Nunca! Isso deve ter deixado o diabo furioso. __Como pode ser possível?... eles não são nada comparados a mim. Deve ter bradado o diabo. Mas está escrito que os pensamentos de Deus além de insondáveis, são maiores que os nossos. E ninguém, além dEle os conhece. Se já compreendemos quem somos em Deus, vivemos então uma vida de reis na terra. Não como Davi, mas sim como Jesus. O nosso olhar, não deve de maneira algumas buscar as coisas daqui primeiramente, porque as coisas desse mundo, são desse mundo e ficam nesse mundo. Ser como Davi e desfrutar apenas menor parte da vida. Mas ser como Jesus, é mais do que viver é compreender a mente de Deus. Quem conhece a mente de Deus? Aquele que tem o Espírito Santo. Havia um reino de espadas. Ele instituiu a palavra, com a qual se pode vencer todo e qualquer mal. Não havia perdão, Ele mandou amar até os inimigos. Davi é lei. jesus é graça. Davi é adultério e orgulho. Jesus é santidade e sabedoria. Davi temporal. Jesus Senhor do Tempo. Eu não tenho duvidas, deveríamos falar mais de Jesus na Igreja. Afinal, já sabemos quem é Davi.... Davi sou eu. É você! E Jesus aquilo que precisamos ser!

Leia a Bíblia. E fale de Jesus para alguém.

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Alguém acreditou?

                                                       
 Não sei você, mas eu achei muito estranho que antes e durante o período eleitoral o TSE tenha veiculado com tanta veemencia em rede nacional uma campanha que visava convencer o cidadão da segurança das urnas eletrônicas. Por que eu achei estranho? Por que esse comportamento não é característico do governo brasileliro. O governo tem tentado de todo modo impedir o povo de conhecer as coisas como de fato são. A prova disso é que para o atual "presidento" psicológico Lula, o mensalão não existiu e algum dia ainda se provará que tudo não passou de uma grande farsa inventada pela oposição e corroborada pelo STJ. Também é extranhissímo que mesmo com tantos protestos no ano passado o governo mais corrupto da história tenha conseguido se reeleger. Não seria muita incoerência acreditar nisso? Será que o mesmo povo que foi as ruas foi convencido com o discurso "pronateico" e mentiroso das propagandas do PT? Acho que não. Então como se explica a vitória? Ao que tudo indica, tudo não passou de uma grande fraude cometida debaixo dos nossos narizes. As denuncias não param de aparecer e cada vez mais o pedido de impeachement para a presidenta cresce nas redes sociais, o que reflete a desconfiança do povo. Eu sou sim a favor do impeachement, e também de uma auditoria nas urnas, talvez até de um terceiro turno. O que não podemos é aceitar esse disparate. O povo não é burro e não mais aceitará inerte que políticos se sintam donos do país. Eles precisam aprender que são empregados e não senhores. Outra questão importante que devemos pensar é: por que países de primeiro mundo, ícones em segurança digital, não adotaram as urnas eletrônicas? A resposta é a mais obvia possível. Elas não são seguras. É fácil manipula-las. Está mais do que na hora de abolirmos as urnas partidárias desse país. O único jeito é voltar para o velho, mais justo, mecanismo. Nem os EUA, nem outras potências econômicas querem nem saber das sofisticadas urnas brasileiras. Por que será hein?... Países sérios prezam por honestidade no processo eleitoral, esse não é o nosso caso. Aqui não interessa aos poderosos que o povo questione os resultados. Mas os poderosos esqueceram que o poder é do povo e não deles. O povo quer saber se comprou gato por lebre, e tem esse direito, afinal esse país ainda é uma ditadura oficialmente. Eu quero saber para quem de fato foi o meu voto. Não acredito mesmo que tenha ido para o meu candidato. Deixo a palavra com os senhores deputados e senadores e com os milhões de brasileiros honestos que estão cansados desse governo ladrão.

domingo, 2 de novembro de 2014

Minha parte na conversa.

     
Apesar de ter nascido numa família de crença católica, faz doze anos que deixei a minha religião de berço. Graças a Deus não sou mais religioso. E minha mudança de credo deu-se quando li a Bíblia. Eu vi lá escrito de maneira clara, não faça imagem de escultura, não se  prostre a ela, nem a adore. Êxodo 20. Acho que para quem crer em Deus isso deve ter algum significado. Então, não entendo como homens ditos santos e teologicamente instruídos não sabem disso. Eu quero, dedicar esse post ao padre Paulo Ricardo, famoso na internet como combatente do protestantismo. Não sei por que, mas o padre, se diz bastante conhecedor inclusive das mentiras protestantes ditas sobre a igreja que ele tão dedicadamente representa. Em seus vídeos no Youtube, além de dizer que os evangélicos mentem sobre a igreja católica, já virou algo comum ele insultar os evangélicos com adjetivos como, otário, burro e jumento. Essa linguagem santa do padre deixa claro que o que ele quer mesmo é incitar o ódeo de seus fieis, contra os evangélicos que em sua maioria nem sabem da sua existência. No vídeo mais famoso do padre que o teria lançado à mídia, ele além de chamar os evangélicos de orgulhosos e soberbos, chama a todos de otários e por fim faz ameaças sobre supostas perseguições evangélicas a sua fé. Onde foi que o padre já viu crente perseguir católico? Até nesse ponto ele está equivocado. Ou será que é de propósito que ele tenta insuflar ódio e preconceito entre protestantes e católicos? O padre também tem por hábito, dizer que temos uma teologia, segundo ele errada por não reconhecermos a exaustivamente pregada santa virgem Maria. Vamos lá! Eu não sou especialista em teologia, mas ninguém que precisa ser para desmentir essa teoria da virgem Maria. O padre falou que tanto na Bíblia dele, quanto na nossa, os livros do Novo Testamento são iguais, o que é um fato. Então eu convido você leitor ou seguidor do padre a ler comigo o que está escrito no Evangelho Segundo Mateus, no capitulo 1 verso 25. Leia comigo... "Porém ela permaneceu virgem até seu filho nascer; e José deu-lhe o nome de "Jesus". MT 1;25 Bíblia Viva. Essa é a prova cabal. Maria não morreu virgem. Pregar isso sim, é "fantochear" fatos bíblicos. Deus não queria Maria pra esposa, Ele é Espírito. Espíritos não fazem sexo. Por que a igreja católica prega essa inverdade bíblica? Por que convém a manutenção de uma teologia não bíblica. Existem muitas outras doutrinas fakes. Mas essa, já um escândalo enorme. Por fim quero aconselhar ao senhor digníssimo padre que cuide mais em pregar suas histórias fabulosas sobre Maria, ao invés de gastar seu tempo ofendendo quem não o conhece. Acho que nesse caso se faz verdadeiro aquele dito popular que diz; quem desdenha quer comprar. Quero também esclarecer que sei bem que no meio evangélico também existem teologias infundadas, mas que nem de longe se compara com as mentiras empurradas goela abaixo de quem crer mais na igreja do que na palavra de Deus. Considero esse post, como meu direito de resposta e desafio  o padre a me converter ao catolicismo com argumentos que eu não consiga questionar. Vamos lá, senhor teólogo. Me prove que suas teorias mal embasadas são verdadeiras e eu o seguirei até que vá pro purgatório. Creio que o padre não se ofenderá com minha fala na conversa, afinal, é ele que se dedica a combater o protestantismo e não eu a combater o catolicismo. Eu já aprendi a respeitar as pessoas e não ofendê-las sem causa. Para mim burro é quem mente em nome de Deus, jumento é quem pensa que escapará no dia do juízo. Afinal naquele grande dia nada ficará encoberto e todos daremos contas de nossas pregações e com maior peso serão julgados aqueles que pregam. No Demais quero finalizar dizendo que ao ler a Bíblia eu rasguei meu batistério que era a prova física de um contrato com a religiosidade abominada por Deus.

sábado, 1 de novembro de 2014

Por que a fé não influenciou o voto?!

 
Uma das questões mais importantes na hora do voto é conhecer bem os candidatos. Você precisa conhecê-lo, saber de onde vem, qual a ideologia do seu partido, sua história de vida e por fim seus projetos caso seja eleito. De posse disso, você se torna um cidadão preparado para julgar e decidir com clareza quem merece seu voto. Se alguém perguntar o porque do seu voto você dirá, baseado em fatos, o por que da sua escolha. No caso do partido eleito nós sabemos bem qual sua ideologia. Eles gostam do comunismo, do MST e dos movimentos que tentam destruir a família. O sonho deles é ter um país para poder chamar de seu. Apesar de não crerem no Messias e no divino, ironicamente se colocam como os salvadores do Brasil, aqueles que elevaram o nível do povo, que acabaram com a pobreza. Antes éramos pobres hoje ainda somos, mas temos o Bolsa Família. O resumo da ópera só podia ser mesmo o que temos visto nos últimos tempos. Um país que pela lei é uma democracia, mas que de fato se tornou mais uma republica comunista chavista, ou está quase lá. E a roubalheira que temos visto hoje no Brasil, jamais foi vista antes. Talvez tenha ocorrido algo assim, mas acredito que só no tempo do Brasil Colônia se roubou tanto uma nação. 

O voto sem fé. 

Outro ponto que quero abordar nesse momento é: afinal de contas onde foi parar a influência do cristianismo no Brasil? Sempre tivemos uma base cristã sólida. Antes éramos católicos, hoje somos católicos e protestantes. O que me lava a me perguntar o que qualquer cristão praticante perguntaria? Por  que num país de maioria cristã, corruptos são eleitos? Esses representantes que estão aí, não nos representam ideologicamente, já se mostraram por diversas vezes inimigos da nossa fé. Então por que os elegemos? Será que ficamos burros ou perdemos o rumo? Me parece inexplicável que os historicamente guardiões da ética e dos bons costumes tenham se prostrado perante a corrupção e tentativa de calar sua fé. Veio do PT, por exemplo o projeto de lei PLC122, que concedia aos homossexuais os status de super-cidadãos, blindando-os de qualquer pensamento contrário as suas praticas. Lembro bem da guerra que foi travada durante anos até sua extinção. O povo venceu, a fé venceu. Mas agora os vitoriosos da fé deram aos seus opressores mais uma chance. Você consegue entender como que um crente ou um católico praticante vota no PT? Eu não. Um parente meu votou no PT. Eu não. Ele tem um cargo na igreja. Eu não. Ele está no altar. Eu não. Mas eu acredito que a fé deve gerir minhas decisões. Esse é o ideal para todo cristão, tomar decisões de acordo com o que crer. Afinal, nada mais somos do que aquilo que cremos ou deixamos de crer. No entanto, eu entendo o direito cidadão de cada um. Independente do credo, somos livres para votarmos em quem quisermos, mesmo que isso seja um tiro no nosso próprio pé. Mas quero deixar meu repudio a essa falta de coerência de alguns cristãos., e quero lembrar que dependemos de Deus e não da Dilma, nem do PT.

Igreja fria: de quem é a culpa?


Há bem pouco tempo ouvi um sermão onde o pregador se disse descontente com o esfriamento da igreja. Ele mostrou-se saudoso em relação ao passado, quando os cultos eram animados, e por fim atribuiu a culpa aos culpados. O esfriamento da igreja é bíblico. Está previsto na Bíblia para o fim dos tempos. Isso para nós deve ser visto como cumprimento da profecia e portanto, como a incontestável prova da volta do noivo. Precisamos estar preparados. É possível se preparar para algo tão grandioso? Não! Nossa preparação, ou estar preparado, não refere-se a um estado de impossibilidade de pecar, mas de uma vida de auto convertimento diário. Cada um de nós deve se avaliar e olhar para os próprios erros e então buscar se corrigir. Isso é possível e necessário para todo cristão. Ninguém deve se sentir pronto, mas buscar a santificação, vivendo uma vida de arrependimento e de obras de evidenciem uma conversão verdadeira. Cabe a liderança alertar o povo sobre o arrependimento e conduzi-lo ao Senhor. Para isso serve o líder para conduzir a apascentar as ovelhas do seu Deus. Deixe Deus te ensinar como fazer isso. Ame o seu Deus a saberá o que fazer.

Como combater a frieza da igreja?

Em primeiro lugar você precisa entender que a ausência de gritos no culto não testifica frieza espiritual, segundo a Bíblia. A frieza espiritual é caracterizada por um abandono dos princípios cristãos, e uma adoção voluntaria de doutrinas e conceitos anticristãos. Quando o cristão está frio espiritualmente é quase certo que já não tem a Jesus como Senhor da sua vida e não tem buscado agrada-lo. Você já foi ensinado sobre isso. Servir a Deus é relacionamento e não um estereótipo. Não existe aparência cristã, o que existe é vida cristã. Ame o seus irmãos e então poderá chorar por suas almas e lutar com os ursos e com os leões por elas. Ame-as!

O que um líder deve fazer para conduzir sua congregação a uma vida de comunhão com Deus?


Em primeiro lugar deve pedir perdão à Deus por suas falhas, depois instituir a Bíblia como lei, para então substituir os discursos da sabedoria humana do pulpito. Saiba de uma coisa o estado espiritual de uma igreja nada mais é do que o reflexo da sua liderança. Como você está líder? O teu povo ver em você a imagem de um homem que faz o que manda os outros fazerem? Homens realmente santos conduzem o povo de Deus a santidade e dispões da perfeita quantidade amor para levantar os feridos na batalha. O amor é sem duvida o mais importante, o amor é o mais importante. Quando alguém se distancia, o que você líder faz? Vai buscar a ovelha do seu Senhor ou deixa para lá e compreende a queda como algo já esperado. Se você tem esse comportamento, cuidado! Isso é um grande perigo para você. Eram cem ovelhas mas faltava uma, então Ele a foi procurar, a encontrou e a trouxe ao cercado e alegrou-se muito. Por que amava todas igualmente. Ele não suportou a ideia de perder sua ovelha. Tinha ainda noventa e nove, mas ele sofreu pela centésima. Liderança sem amor não é liderança. O amor é a parte mais importante, é a parte que nos falta.


O que é ser espiritual?


De maneira simples eu diria que ser espiriual é ser feito de Espírito. Mas de modo mais "científico" eu  entendo que é ser alguém que é guiado pelo Espírito. O que é nascido de Deus é espírito, porque Deus é Espírito. O homem realmente espiritual cuida em seguir a Bíblia e faz dela sua bussola, sua espada, sua água e seu alimento. Deposita nela sua mais profunda confiança. Ser espiritual é ser complentamente dependente da palavra em suas decisões. Você toma decisões em orar? Pare! Você não é seu senhor, não se pertence. Você é um soldado que está em uma missão! Tome em suas mãos as recomendações do seu general.

Seja aquilo que Deus te fez.

Muitas vezes os líderes para  serem aceitos pelo povo, tornam-se servos do povo, dos seus egos. Na verdade ser líder é servir e não ser servido. Mas eu preciso te instigar a ser o que Deus te fez, a seguir o seu chamado. Entenda uma coisa! Nenhum líder possui autoridade em si mesmo. Existe sempre alguém maior que ele para lhe dirigir. Nesse caso, estou falando de Deus. Você é alguém que Deus chamou e juntamente com o chamado vem a autoridade espiritual e  a visão de Deus. Um homem que tem visão de Deus enxerga não apenas o que mostra a carne, mas principalmente aquilo que Deus o faz ver. Logo se Deus te faz ver algo Ele está te dizendo faça algo sobre isso. Por isso não tenha medo. Siga o chamado de Deus pra sua vida, você só será bem sucedido se segui-lo. E lembre-se, um líder sem líder não aprendeu ainda o que é servir o reino de Deus.

Síndrome da pequinês.

Eu tenho a impressão que nenhum líder se ver como de fato é. As vezes por não entender seu chamado, outras vezes por não se ver como um escolhido de Deus. Seja humilde, mas não seja pequeno. Não tenha medo de se posicionar naquilo que é verdadeiro e principalmente ponha uma grande dose amor em suas palavras. Deus te escolheu para amar e amar é servir, mesmo que não seja servido. Não se importe com as adversidades mas siga a sua missão de conduzir as ovelhas do seu pai a casa do seu pai. Eu sempre reconheço nos líderes um grande amor pelo povo de Deus. Alguns já me abraçaram e me fizeram sentir importante mesmo eu não sendo socialmente importante. Ore, pregue a palavra para o povo da igreja. Esse é o povo a quem você precisa se dispor a servir a amar. Seja a imagem de Deus no mundo. Que Deus te abençoe e te guarde. 


PS: Tornar evidente a frieza espiritual sem propor meios para muda-la não trás resultados. Então seja mais do que um crítico, seja um resolverdor de problemas.

Cassiane prepara novo cd para 2015


Já está disponível no canal oficial da Cassiane, no Youtube, o making off do seu novo cd . Depois de três anos sem lançar nenhum álbum solo inédito, Cassiane promete surpreender com esse novo projeto que ainda não tem nome e provavelmente será lançado apenas no começo de 2015. Esse novo cd, como de praxe está sendo produzido pelo pastor e esposo da cantora Jairinho Manhães, e ao que tudo indica marcará o retorno da Cassiane ao antigo estilo de cantar. O que vem por aí certamente será algo muito próximo dos cds, A cura, Recompensa, entre outros que foram grandes sucessos de venda, conquistando vários discos de ouro. A mudança tende a ser bastante favorável nesse momento, pois a diferença gritante dos cds, pós MK, não agradaram muito o público. Já podemos prever que será o primeiro grande lançamento pentecostal de 2015. 

Confira aqui o Making Off: http://www.youtube.com/watch?v=LxAcTpQKdYs